Sábado, 19 de Novembro de 2005
Arménio Pereira politicamento correcto
Arménio Pereira foi ouvido pelo Novas do Vale do Sousa a propósito do IC25, pelo qual lutou durante anos. Diz Arménio que lutou praticamente sozinho e queixa-se: "Na altura da vitória do Guterres fiquei triste, porque não recebi dos meus pares dos outros partidos a mesma solidariedade que durante os governos de Cavaco Silva eu sempre prestei. Sempre fui uma voz crítica contra o Governo". "...os meus colegas afectos ao PS não me deram a mesma solidariedade que me deram quando os Governos eram do PSD". Então, e muito pertinentemente, o entrevistador perguntou: "Essa é uma crítica aos restantes autarcas do Vale do Sousa?" A pergunta até parecia desnecessária tal a clareza das palavras de Arménio. Enquanto os governos eram do PSD, eles, autarcas do PS, embarcavam com ele do PSD na luta contra o Governo. Depois que o Governo passou para o PS, acabou-se a solidariedade regiolnal, acabou-se a luta pelo IC25, a luta pelos interesses das populações do Vale do Sousa. A partir daí outros valores mais alto se levantaram. Os valores da solidariedade política, os interesses partidários, os interesses individuais de manter os cargos de autarcas, que poderiam ser postos em causa, com essa coisa do IC 25. As palavras de Arménio relatavam factos que punham em causa os autarcas socialistas. Eles eram uns oportunistas. Lutavam pelo IC25 tão só e apenas quando essa luta não punha em causa os seus interesses de ordem política e partidária. Arménio, no entanto, apenas ficou triste, quando tinha razões para ficar revoltado com os seus colegas autarcas, que assim demonstravam valer zero como defensores dos interesse da região e das suas populações. E à pergunta respondeu não. As suas palavras não eram de crítica aos colegas-disse. Então o que eram? A sua opinião sobre as suas próprias palavras aos leitores pouco interessará. Eles são soberanos para, das suas afirmações, retirarem as suas conclusões.Ele, Arménio, depois de as produzir, é um comentador como outra pessoa qualquer. Não lhe pertence qualquer privilégio de intérprete autêntico. Ao dizer que não criticava foi apenas diplomático, politicamente correcto.


publicado por alvaro às 01:18
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
31


posts recentes

Insegurança

João Sousa melhora

À terceira foi de vez

Gespaços nos campeonatos ...

Final em beleza

Poderia ser melhor

Uma boa noticia

Holandeses batem Gespaços

Em Barcelona com os miudo...

Missão cumprida

arquivos

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds